NHL 19 Champions League Nova jogabilidade Novo Jogo Rápido A Jornada: Campeões Demo do FIFA 19 Dicas e truques Pacotes de Equipe da WC de 2018 Pacotes de Clube O que é o FUT? Notícias do FUT FUT Web App Seleção da Semana Seleção do Ano Visão geral Division Rivals Mais jeitos de jogar Ídolos Classificações de Jogadores 100 Melhores Classificações de Jogadores Fique de Olho Banco de Dados Golaços da Semana Fóruns Pro Clubs Turnê Mundial Caça-talentos do EA Sports FIFA Notícias da FIFA Atualizações por e-mail Notas do patch Página inicial da Global Series Visão geral Regras oficiais Classificação Notícias do FIFA competitivo Champions League Nova jogabilidade Novo Jogo Rápido A Jornada: Campeões Demo do FIFA 19 Dicas e truques Pacotes de Equipe da WC de 2018 Pacotes de Clube O que é o FUT? Notícias do FUT FUT Web App Seleção da Semana Seleção do Ano Visão geral Division Rivals Mais jeitos de jogar Ídolos Classificações de Jogadores 100 Melhores Classificações de Jogadores Fique de Olho Banco de Dados Golaços da Semana Fóruns Pro Clubs Turnê Mundial Caça-talentos do EA Sports FIFA Notícias da FIFA Atualizações por e-mail Notas do patch Página inicial da Global Series Visão geral Regras oficiais Classificação Notícias do FIFA competitivo PS4™ Origin Xbox One Nintendo Switch PS4™ Origin Xbox One Nintendo Switch

As vozes da FIFA Global Series e suas histórias de sucesso

Do início modesto a viagens pelo mundo, a dupla de transmissão conta sua história de ascensão meteórica

Cerca de dois anos atrás, Brandon Smith e Richard Buckley, dois estudantes de jornalismo da Inglaterra, estavam fazendo de tudo para ganhar experiência profissional em transmissões ao vivo. No verão de 2018, a dupla se viu no maior palco de suas vidas, ocupando a mesa de narração da eWorld Cup do EA SPORTS FIFA 18 na renomada O2 Arena em Londres.

De acordo com uma publicação de Twitter recente do Smith, a dupla trabalhou em 19 eventos competitivos de FIFA por 8 países durante 2018, recebendo a honraria de "Comentaristas de Esports do Ano" no Esports Awards

Como uma dupla de rapazes do Reino Unido chegou ao estrelato e se tornou uma das equipes de transmissão mais reconhecidas nos esports do FIFA da noite para o dia? Para iniciantes, eles são muito bons no que fazem. Em um dia frio na Romênia, eu conversei com eles durante o evento recente do FUT Champions Cup para saber de suas histórias memoráveis.

Início Modesto

Antes da dupla se conhecer na universidade, Smith começou como narrador de uma pequena liga de futebol, tentando evoluir na carreira. Ele reforçou dizendo: "Eu era comentarista de times pequenos só para ganhar experiência". Buckley seguiu um caminho diferente, iniciando sua carreira como apresentador de um programa na rádio local de sua cidade natal, Barnsley, todos os sábados. "Eu trabalhei 72 semanas seguidas, nunca deixei de apresentar um programa", comentou. Ética profissional? Exatamente!

Smith acabou conseguindo trabalho como comentarista em uma FIFA Pro League na Twitch e fez sete semanas de transmissão com várias horas de partidas por conta própria. Mas percebeu que precisava de ajuda, então foi atrás de Buckley, já que os dois estudaram juntos na mesma faculdade na Inglaterra. 

"A primeira vez que narramos juntos, a gente ainda nunca tinha trocado ideia", explicou Smith. "Eu lembro de ter perguntado ao Richard: 'O que o Cristiano Ronaldo tem de tão especial no FIFA?', ele respondeu e detalhou umas seis coisas diferentes. Na hora eu pensei: "Nossa, esse cara sabe das coisas."

Durante sete semanas, a dupla se trancou em seus quartos, conectando-se por Skype para fazer a transmissão. "A conexão era horrível", disse Buckley. Você precisa começar de algum lugar, não é mesmo? Eles conseguiram estabelecer um pouco mais de química, e logo, uma nova oportunidade surgiu.

Oportunidade à Vista

A primeira grande oportunidade da dupla, como Sam explicou, veio com a EA SPORTS Commentator's Cup, que anunciou estar a procura de dois futuros narradores para o cenário competitivo do FIFA.

"Nós pensamos, o que poderia dar errado? Montamos o chroma key, nos vestimos à altura, camisa, blazer e fizemos o jogo", recordou Buckley. "Bem na hora que eu ia comentar algumas estatísticas, o vídeo foi cortado por causa do limite de 90 segundos. Não tivemos tempo para editá-lo. Enviamos 15 minutos antes do prazo final."

Os participantes tinham que gravar seus comentários sobre um um vídeo de 90 segundos de jogo competitivo do FIFA. O vídeo era uma partida entre Tassal "Tass" Rushan contra Cihan "Cihan" Yasarlar em um evento do FIFA Ultimate Team de Paris, em 2017. O grande prêmio da Commentator's Cup foi uma viagem a Berlim para comentar uma partida ao vivo na final da Champions Cup do FIFA 17.

A inscrição deles tinha sido enviada e os rapazes voltaram às suas vidas cotidianas. "Eu estava lavando roupas e recebi um e-mail de alguém da EA que dizia: Parabéns, você está na semifinal em Londres." detalhou Buckley.

"Eu lembro que quando ele me ligou, a nossa amizade ainda era muito recente" disse Smith. "E como era a primeira vez que o Richard estava me ligando, fiquei imaginando o que poderia ser. Já era de madrugada e ele disse: . . Conseguimos, vamos a Londres pelas eliminatórias." 

Smith e Buckley foram apresentados no vídeo final da competição como "uma dupla experiente e com entrosamento de longa data". Entretanto, eles se conheciam há apenas dois meses e só narraram juntos algumas vezes. Independentemente disso, a dupla cumpriu a missão na Grande Final da Commentator's Cup e venceu a competição.

Aos risos, Smith comentou: "Acho que foi a primeira vez que Richard foi para Londres, só isso já era incrível. Ganhar uma viagem para Londres com tudo pago, tudo isso já valia a pena."

Depois, a EA mandou os rapazes para Berlim. "Acho que foi o terceiro vôo da minha vida" relembrou Buckley. E não seria o último. Com aproximadamente 40 mil telespectadores no Twitch, Smith e Buckley fizeram uma ótima apresentação na transmissão de Berlim, recebendo um reação muito positiva após o evento.

"Eu nunca fiquei tão tenso na minha vida" disse Smith sobre a experiência. "Eles acharam que a gente ia se dar mal, falhar sob pressão" lembrou Buckley.

Eles não falharam. Mas os rapazes não sabiam o que estava por vir. Era o fim da jornada? Só restava voltar à vida normal, encarrar isso como uma grande experiência e concentrar nos estudos, certo?

"A intenção desde o início era se apresentar ao mundo da melhor forma possível", explicou Smith. "E depois do torneio, mesmo com um feedback incrível, não pensamos mais nisso, era o fim."

Profissionalismo

Após Berlim, surgiram muitas oportunidades.

"Algumas semanas depois, eu estava no meu antigo trabalho como salva-vidas no sul da Inglaterra. Richard estava em Barnsley, quatro horas de distância, quando eu recebi uma ligação da Holanda, era a Ajax eSports. Eles queriam a gente na Johan Cruijff Arena para narrar." Eu liguei para o Richard e disse: "Temos 48 horas para estar em Amsterdã, topa?" 

"Depois de quase três meses, voltamos pra casa falando que foi tudo ótimo e, uma semana depois o telefone tocou novamente", disse Buckley. "Minha mãe disse uma coisa que nunca vou esquecer: Você tem dois caminhos para trilhar agora. Pode levar isso como um hobby, aproveitar tudo e depois deixar de lado daqui dois anos. Ou pode ser uma carreira que você pode seguir, se dedicar totalmente, ser responsável e fazer do jeito certo."

Nessa altura, a dupla de narradores estava viajando pelo mundo, narrando o evento de eliminatórias do FIFA, mas tinham algo maior em mente, os EA Majors. Eles decidiram contratar uma agência com sede em Londres, a Digital Sports MGMT, para seguir uma carreira séria na área de transmissão de esports.

"Fizemos amizade com o pessoal da FIFA (a instituição de futebol, não a de videogames), e eles disseram que queriam a gente narrando as eliminatórias durante toda a temporada de 2017", disse Smith. "Assim a gente conseguiu uma oportunidade de conhecer o Catar e Los Angeles. Nós nunca visitamos a América do Norte."

Por fim, a grande chance que eles esperavam chegou. A EA Sports ofereceu à dupla uma vaga na equipe do evento do FUT Champions Cup em Barcelona durante a temporada passada e em todos os grandes eventos seguintes. E agora, após um ano, Smith e Buckley estão transformando um sonho em realidade, um evento competitivo do FIFA por vez.

"Eles (Digital Sports MGMT) apostaram na gente. Naquela época, a gente tinha 800 seguidores. O Richard nem tinha Twitter. Acho que eles viram futuro na gente", disse Smith. 

Por que não? Não há um evento competitivo do FIFA que eles não estejam. Juntos, Smith e Buckley são a verdadeira voz do esport que eles adoram. A narração deles passa a paixão pelo jogo, eles passam uma química sem igual pelas ondas sonoras. Além disso, com o conhecimento deles sobre competidores e itens do FUT utilizados nas competições, dá pra notar por que a combinação Smith e Buckley é tão respeitada e de alto nível.

"Se a gente não tivesse mandado aquele vídeo de inscrição gravado no quarto do Brandon, não estaríamos aqui hoje. Tem sido uma jornada incrível, e isso é só o começo, sério!"


–Matt Franciscovich (Siga o Matt no Twitter @MattFranchise)


Siga a conta @eafifabr no Twitter para as últimas notícias e conteúdo do FIFA 19 competitivo, além de toda a cobertura da Jornada à FIFA 19 eWorld Cup.

Notícias relacionadas

Grandes promessas do mata-mata de PlayStation® 4

FIFA 19
08/07/2019

Jogadores para ficar de olho no mata-mata do Xbox One

FIFA 19
02/07/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mata-mata de Xbox One

FIFA 19
02/07/2019
Sobre o FIFA 19 Ultimate Team™ Novidades FIFA competitivo FIFA Mobile Adquira o FIFA agora facebook twitter instagram Procure Jogos Últimas Notícias Central de Ajuda Fóruns EA Sobre nós Oportunidades de Emprego United States United Kingdom Australia France Deutschland Italia 日本 Polska Brasil Россия España Ceska Republika Danmark Mexico Nederland Norge Sverige 繁體中文(香港) Türkçe الشرق الأوسط Jurídico Atualizações do serviço online Contrato do Usuário Política de Privacidade e Cookies (Seus Direitos de Privacidade)