Battlefield V FIFA 19 Madden NFL 19 The Sims Anthem Electronic Arts Home Electronics Arts Home

Assine e economize

Assine o EA Access Assine o Origin Access

GAME UX SUMMIT 2018

Conheça os especialistas da EA que farão as apresentações neste ano

Com o Game UX Summit 2018 se aproximando, conversamos com nossos especialistas da EA que farão as apresentações deste ano focadas em temas importantes de UX, além de atividades práticas.

Descubra o que nossos palestrantes vão discutir, por que eles são apaixonados por UX e qual é a opinião deles sobre o futuro da UX.

PopCap Games, EA Mobile, Seattle

Narisa Spaulding – Designer de UX Sênior

Como Designer de UX em nossa equipe de jogos, eu vivo no caos delicioso da intersecção entre design de jogo, pesquisa de jogadores, design de experiência e design de interface. Trabalho com designers de jogo para explorar o que importa para os nossos jogadores e para ajudar a transformar nossa visão em realidade.

Por que você é apaixonada por UX?

O que eu gosto no design de UX é que não há validação melhor para um designer do que ver alguém usando o que você criou e dizer "isso é exatamente o que eu preciso". É um desafio, especialmente nos games, já que lidamos com o fator emocional de nossos produtos. Eu sou apaixonada por usar as ferramentas e processos no campo de design de UX para desenvolver empatia e uma compreensão compartilhada de nossos jogadores dentro da minha equipe de jogo, para empoderar a todos, sejam engenheiros, artistas ou CQ, para contribuírem com o processo criativo.

O que você vai discutir em sua apresentação?

Vamos tentar desmistificar como o mapeamento de jornada, como ferramenta de design, pode ajudar designers de jogo a analisar suposições, expor áreas de riscos e chegar a uma visão geral das motivações dos jogadores sem ter que escrever páginas de documentação de design. Vamos fornecer diversas atividades práticas, quilos de post-its e compartilhar algumas de nossas ideias* sobre como gerenciar uma sessão de design colaborativo com mais de 10 de profissionais criativos que insistem em compartilhar suas opiniões de uma só vez. Por fim, vamos mostrar como os mapas de jornada do jogador podem desenvolver um idioma compartilhado entre disciplinas e ajudar você a entender como pode ser o MVP de seu jogo.

*Pode incluir ou não velas perfumadas e barulhos engraçados.

Do design à pesquisa e à estratégia, para onde você acha que a UX vai no futuro?

Eu gostaria de ver o design de UX em games acelerar o passo em alguns aspectos e continuar desbravando novos horizontes em outros. Design: há muito mais potencial para o design colaborativo quando exploramos novas ferramentas que permitem iterações e criação de protótipos num piscar de olhos. Finalmente, chegamos a um ponto em que as ferramentas nos limitam menos. Quanto à pesquisa, devemos considerar tanto dados qualitativos quanto quantitativos nos primeiros designs e exploração de UX para trazer informações à tomada de decisões estratégicas. Por fim, o importante são as vozes, todas as vozes. Se o design e a pesquisa de UX podem nos ajudar a entender melhor nossos "jogadores-alvo", como isso pode ajudar a dar espaço às jornadas e experiências de outras vozes?

O que os participantes podem esperar do GAME UX Summit deste ano?

A UX nos games é um desafio único e empolgante. Não há maneira melhor de aprimorarmos nosso trabalho do que aprendendo uns com os outros. Independente do seu cargo de trabalho, sua decisão afeta a experiência do jogador. Então, vamos nos reunir para conversar sobre o que realmente importa.

EA CGD em DICE L.A.

Eric Hewitt – Gerente de Sistemas Competitivos

Sou responsável pelo gerenciamento de torneios, regras, configurações e diversos sistemas do lado competitivo da franquia Battlefield. Eu trabalho na Divisão de Jogos Competitivos da EA, então um dos meus maiores objetivos é garantir o sucesso competitivo do título Battlefield em que estamos trabalhando no momento, que recentemente é o Battlefield …

Por que você é apaixonado por UX?

Sou muito apaixonado por UX porque é um dos fatores mais importantes para convidar e trazer a bordo qualquer novato para um jogo, espaço e comunidade. Muitos jogadores desistem de um título instantaneamente se não conseguem compreender ou se ajustar ao seu fluxo e funcionalidade. À medida que as empresas estão começando a perseguir o mundo empolgante dos eSports que está progredindo, há poucos estúdios que estão observando o lado de UX desse mundo. Determinar as melhores práticas para projetar e criar títulos competitivos será crucial para o sucesso de um jogo no futuro.

O que você vai discutir em sua apresentação?

Vamos discutir a história e o futuro dos jogos competitivos mergulhando profundamente no design de jogos competitivos. Também vou explicar as relações que podem surgir entre esportes e videogames, e como o nosso mundo pode aprender em seu trajeto com a história esportiva. Vamos abordar por que a popularidade dos jogos competitivos está crescendo entre gamers e desenvolvedores e como eles atraem os espectadores e streamers de eSports.

Do design à pesquisa e à estratégia, para onde você acha que a UX vai no futuro?

Vejo a UX indo para a direção de uma compreensão mais profunda no nível micro. Nos últimos 5-10 anos, tivemos muitas pesquisas e estratégias desenvolvidas ao redor dos diferentes "perfis de jogadores" que formam as diversas comunidades de jogos ao redor do mundo. Apesar de esses perfis proporcionarem uma imagem ótima da base de jogadores para quem fazemos os jogos, ainda restam muitas perguntas sobre como esses mesmos jogadores interagiriam com games específicos. Além disso, acho que ainda há muito a ser investigado em relação aos jogos competitivos e acho que, até agora, a indústria só viu a ponta do iceberg.

O que os participantes podem esperar do GAME UX Summit deste ano?

Os participantes vão aprender tudo sobre as tendências modernas no design de uma experiência de jogador acessível e divertida. Os palestrantes vão explorar de tudo, desde as práticas mais recentes dos principais estúdios aos planos de inovações para chegar a novos patamares no mudo da UX.

 

EA Tiburon, Orlando

Karen Stevens – Líder de Acessibilidade da EA SPOR…

Eu me esforço para melhorar a experiência para quem tem diferenças interativas. Isso pode incluir necessidades especiais, adaptações para canhotos, daltônicos, entre outros.

Por que você é apaixonada por UX?

Acredito que todos têm o direito de conseguir jogar videogames, é uma maneira importante de criar laços com amigos e familiares. E também pode proporcionar uma sensação de liberdade e independência para as pessoas com necessidades especiais. Meu objetivo é evitar e/ou remover os obstáculos que podem impedir que elas joguem.

O que você vai discutir em sua apresentação?

Acessibilidade é a correção de uma incompatibilidade entre a pessoa e o seu ambiente.  Além de abordar o design para diferenças variadas, a apresentação também fala de treinamento de empatia, gerenciamento de comunidades, atendimento ao cliente e muito mais.

A apresentação será sobre adaptações para gamers que tenham diversas diferenças. Isso inclui os surdos, cegos ou questões físicas. E também lida com tópicos relacionados a problemas de visão, daltonismo, sensibilidade à luz, problemas cognitivos, distúrbios de processamento sensorial, entre outros.

Saiba mais sobre os recursos de acessibilidade da EA aqui: https://www.ea.com/pt-br/able

Do design à pesquisa e à estratégia, para onde você acha que a UX vai no futuro?

Vejo a UX entrando para um futuro com mais inclusão, em que uma variedade maior de pessoas poderá usar nossos produtos.

O que os participantes podem esperar do GAME UX Summit deste ano?

Para quem quer saber mais sobre accessibilidade, recomendo "A importância de um bom design de experiência do usuário para a acessibilidade de mobilidade por todo o espectro". Integrantes da Neil Squire Society e Limbitless Solutions estão entre os palestrantes. Esses dois grupos desenvolvem hardwares de acessibilidade e proporcionam experiências amplas.

 

PopCap Games, EA Mobile, Seattle

Mara Patton – Designer de Jogo

Como designer de jogo, trabalho para criar conteúdos tentadores e gratificantes para os jogadores. O que isso realmente significa depende do ciclo do título em que estou trabalhando. No momento, meu trabalho envolve escrever especificações e trabalhar com os outros designers para definir a estrutura, rituais e conteúdo.

Por que você é apaixonada por UX?

O objetivo do design de jogos é criar algo que seja prazeroso para as pessoas usarem e voltarem a usar diversas vezes. A UX me ajuda a sair da teoria e entrar no que as pessoas realmente estão vivenciando. Essa validação precoce é totalmente essencial em nosso processo e na nossa confiança no design. A UX permite que eu baseie o meu trabalho na satisfação do jogador e mantém minhas aspirações ligadas ao que eles precisam, não ao que eu desejo individualmente.

O que você vai discutir em sua apresentação?

Eu e a Narisa vamos falar de uma ferramenta que descobrimos ser útil em nossos próprios projetos: o mapeamento da jornada do jogador. Vamos ajudar os participantes a identificar os usuários por meio de suas motivações em vez de dados demográficos. Vamos praticar o uso dessas motivações para validar a jornada experimental e emocional de um jogador através de um pedaço de um jogo hipotético. Essa é uma ferramenta que qualquer um pode usar para prever melhor se o seu design está atendendo às necessidades e desejos de um usuário! Ela pode ser usada durante todo o ciclo de vida de um projeto, desde os conceitos iniciais ao lançamento.

Do design à pesquisa e à estratégia, para onde você acha que a UX vai no futuro?

A UX nos dá muitas ferramentas para entender melhor nossos usuários e ter mais confiança em nossos títulos. À medida que continuarmos expandindo o nosso público, teremos que continuar nos esforçando para ganhar a empatia e compreender a nossa base de jogadores. A parte de UX que mais me empolga é como ela nos proporciona maneiras padronizadas de esclarecer, articular e validar os desejos e necessidades de nossos usuários. Isso é absurdamente poderoso numa indústria que parece evoluir mais rápido a cada ano. E nos conecta ao que eu acho ser a parte mais gratificante do meu trabalho, fazer coisas que trazem alegria e prazer para as pessoas!

O que os participantes podem esperar do GAME UX Summit deste ano?

Palestrantes incríveis e diversificados e participantes que são completamente apaixonados por proporcionar a melhor experiência possível para os nossos jogadores. A UX aborda uma vasta gama de tópicos. Todos que fazem parte da luta diária de criar um produto que os jogadores usem e que cause engajamento vão encontrar algo para aprender e se inspirar. 

 


Clique aqui para se inscrever no Game UX Summit 2018. As vagas são limitadas, garanta a sua. Esperamos você em Vancouver!

Tem interesse em trabalhar na EA? Acesse nossa página de carreiras.

 

Participe das discussões sobre todos os produtos da EA: leia nosso blog, siga-nos no Twitter e no Instagram curta nossa página no Facebook.

Notícias relacionadas

Battlefield V: Construindo o Enigma

Electronic Arts Inc.
14/12/2018
Aprenda como Jackfrags inspirou uma complicada caça a Easter Eggs em Battlefield

Irradiant Cosplay: Projeto Anthem

Electronic Arts Inc.
07/12/2018
Saiba como o trailer de revelação da jogabilidade de Anthem inspirou um casal a recriar a lança Patrulheiro

Uma mensagem de Mark Darrah e Matthew Goldman - O Lobo Temido Ressurge

Electronic Arts Inc.
07/12/2018
Estamos trabalhando num novo jogo de Dragon Age já há algum tempo e é um prazer finalmente revelar a existência desse projeto!
Jogos Biblioteca de jogos Notícias Testes de jogos Estúdios facebook twitter youtube instagram twitch Procure jogos Últimas notícias Central de Ajuda Fóruns EA Sobre nós Oportunidades de Emprego United States United Kingdom Australia France Deutschland Italia 日本 Polska Brasil Россия España Ceska Republika Canada (En) Canada (Fr) Danmark Suomi Mexico Nederland Norge Sverige 中国 대한민국 Avisos Legais Atualizações do Serviço Online Contrato do Usuário Política de Privacidade e Cookies (Seus Direitos de Privacidade)